Casais com perfil conjunto no Facebook – Receio, paranóia e controlo

140
Casais com perfil conjunto no Facebook Receio paranóia controlo

Casais com perfil conjunto no Facebook, algo que não consigo compreender. As redes sociais como esta foram criadas apenas para utilizadores singulares, ou seja, sem partilhas, mas alguns casais fogem à regra.

 

Casais com perfil conjunto no Facebook

Criar perfil conjunto no Facebook não é algo propriamente permitido por esta rede social, mas vai passando. Qualquer dia, o Mark Zuckerberg começa a banir todos aqueles com contas conjuntas.

Os motivos centram-se em dividir os momentos de ambos, e para além disso, evitar problemas com likes a fotos de outras pessoas e que um deles possa não gostar. Há quem ache estúpido, há quem não ache e há quem ache que o estado do relacionamento desses casais não anda nada famoso.

Sobre este assunto, a minha opinião também se divide um bocadinho, mas na maior fatia desta divisão considero algo negativo. Sem querer generalizar, um perfil conjunto no Facebook simboliza o controlo excessivo, receio, medo, desconfiança ou a protecção excessiva. E, mais uma vez sem generalizar, pelo menos um deles já traiu ou foi traído, estando assim ligado ao que escrevi na última frase.

Eu nunca criei contas conjuntas nos meus relacionamentos passados. Nunca pedi nem elas me pediram para o fazer. Sempre fui fiel, assim como sempre confiei nelas, se bem que duas delas me traíram mais tarde. Nunca reclamei de forma estúpida por causa de alguma actividade suspeita por parte das minhas ex. Mas uma delas, mais concretamente a última que me traiu, já o fez de forma paranóica.

Numa das vezes reclamou comigo por eu ter comentado um vídeo da vlogger The Bunny Boudoir. O vídeo dela era sobre um macaco feito com balões, no qual o meu comentário foi unicamente sobre esse trabalho. Essa minha ex, em modo paranóica, atacou-me logo, dizendo nomes terríveis sobre a vlogger. Mas depois percebeu que esteve mal e a coisa passou, mas foi algo típico de paranóicos.

Outro caso está escrito escrito num outro artigo sobre a traição dessa minha ex. Leiam esse artigo, clicando aqui.

 

Conta individual como perfil conjunto no Facebook

Outra coisa semelhante à criação de perfil conjunto no Facebook trata-se da alteração do nome numa conta individual. A finalidade é quase a mesma. Ou apenas ambos usam só essa conta, ou cada um usa a sua mas tem como objectivo mostrar que é um (falso) amor muito grande e que não estão para mais ninguém.

Um “passarinho” disse-me que uma das minhas ex que me traiu, e que uma vez me disse que era contra tal coisa, já teve o nome da conta dela com o de um namorado. Segundo o tal “passarinho”, e comprovando, o perfil do Facebook dela chamava-se Daniela João Porto (ou algo do género, já não me lembro ao certo). Acontece que as coisas entre os dois deram para o torto, acabando assim a relação.

Quando eu soube disto, descasquei-me a rir. Só fiquei com pena do rapaz, porque se ele pensava que a minha ex era fiel, teve uma grande desilusão. Já para não falar que provavelmente ela andava a namoriscar outro ás escondidas, tal como fez comigo e outro depois de mim. E honestamente espero que nenhum bom rapaz caia na teia dela.

 

Principais motivos de perfis conjuntos no Facebook

Na minha opinião, estes são os principais motivos que levam a que vários casais criem um perfil conjunto no Facebook.

 

Receio / medo.

Quando criam contas conjuntas, prometem não usar mais as contas individuais. O objectivo é evitar o medo pelo possível fim da relação ou o receio de que um deles possa estar a namoriscar outro / outra.

 

Desconfiança e controlo excessivo.

Cada um controla todos os likes, comentários e todo o tipo de actividade do outro no Facebook, ou seja, como nos tempos da PIDE. Em alguns dos casos, e como já disse acima, pelo menos um deles já traiu ou foi traído, pelo que existe receio que tal possa acontecer.

Isto mostra que não deve existir confiança total no parceiro/a, o que não é saudável numa relação.

 

Protecção excessiva.

É bom proteger o parceiro/a quando um estranho tenta engatar, mas quando se trata de ter ciumes de um amigo/a, sem nada de mal pelo meio, já é ridículo.

Para além disso, para quê proteger o parceiro/a como se fosse obrigação? O parceiro/a não se sabe defender sozinho de coisas básicas? Tem medo que ele/a vá na onda das conversas com estranhos? Não confia totalmente nele/a?

 

Inveja e provocação.

Isto não acontece muito, mas acontece. A parte da inveja aconteceu muito entre as mulheres, quando gostam de mostrar que têm um namorado / marido lindo e que o amam imenso. Mas se virem outro melhor, arranjam uma desculpa para terminar a relação e passar para a seguinte.

A parte da provocação tem a ver com os ataques directos ou indirectos, quer a ex-namorados/as, quer a inimigos/as. É praticamente semelhante ao caso da inveja, só que este é mais ofensivo e tem mais maldade pelo meio.

 

Terminando….

Acho que criar um perfil conjunto não tem grande fundamento. Dá mais a entender que um casal vive o relacionamento como se estivesse dentro de uma espécie de prisão, em vez de vivê-lo com felicidade e confiança genuína. Namoro e casamento não significam o fim da liberdade de cada um, salvo o compromisso de um com o outro.

Se gostam mesmo um do outro e se confiam um no outro, não precisam de fazer qualquer controlo. Caso contrário, é porque as coisas não estão realmente bem. E se for este o caso, mais vale cada um seguir a sua vida antes que dê problemas que possam deixar marcas profundas. Pior ainda é caso nasçam filhos dessas relações posteriormente falhadas.

 

Partilhem o artigo. Se o usarem para mandar indirectas a algum amigo ou ex, não me vou responsabilizar se os tiver que meter no sitio após me virem criticar. 🙂

Ah, os que não gostarem deste artigo, aconselho a não virem enfiar a carapuça para não ficarem mal vistos. Fica a dica. 😉

 

Sigam-me na minha página de Facebook, clicando no like abaixo.


Para outros artigos do meu blog, clique aqui. Obrigado pela leitura. 🙂

Comentários

comments