Traição da namorada – Porque elas também traem (e não são poucas)

56
Traição da namorada mulher também trai o homem

Traição da namorada, porque elas também traem, e não são poucas.

 

 

Mulher – Antes de começares a ler

Antes de começar a ler, gostaria de deixar claro que não tenho como objectivo atacar todas as mulheres.

Trata-se de um acto de traição de uma ex namorada minha, no qual não pretendo generalizar. Este aviso é mais direccionado para a mulher, mais propriamente as feministas / feminazis, por isso se não gostares do tema, não leias. Fica o aviso.

Não vou partilhar links das redes sociais da minha ex namorada ou qualquer tipo de informação sobre ela.

 

 

Traição da namorada – Início

Eu não costumo falar dos casos da minha vida mais privados, mas não consegui evitar o desabafo deste. Foi algo que me fez sofrer muito (levar com uma traição magoa, claro) mas que agora já está ultrapassado e enterrado.

Também pretendo com isto abrir os olhos a algumas pessoas que estão a passar ou que poderão passar por situações muito semelhantes à que eu passei. Apesar de ser mais redireccionado para os homens, também serve para as mulheres.

O que vou falar trata-se de uma traição cometida por uma ex namorada minha, numa relação que durou perto de 1 ano.

Era uma mulher que nunca teve namorado na vida (fui o primeiro namorado dela, sim), que parecia ser séria, normal e decente, quando depois mostrou ser um outro tipo de pessoa que nenhum namorado deseja.

Não é a primeira vez que sou alvo de uma traição por parte de uma ex namorada, mas esta foi absolutamente terrível para mim.

Alguns amigos, colegas de cursos e de trabalho sabiam que eu não andava bem por causa da minha relação com ela, assim como me disseram para procurar outra mulher. Hoje arrependo-me de não ter seguido os conselhos deles.

Vou tentar resumir o melhor possível, para o post não ser demasiado grande. Poderei adicionar mais coisas aqui com o tempo.

 

Quando a conheci

A minha ex namorada foi-me apresentada pela minha melhor amiga no Verão de 2015.

Logo no primeiro dia fiquei com uma boa impressão sobre ela. Era uma mulher simpática, decente, ar sério, pouco faladora, simples na maneira de ser e vestir e bonita (pelo menos para mim).

Para além disso, era uma mulher algo solitária, muito marrona nos estudos e não saía assim muito, pois na altura era estudante universitária e levava aquilo a sério, mas não considerava isso como algo negativo.

No primeiro dia em que a conheci, até falamos muito e criamos empatia, assim como trocamos de número. Desde aí que fomos falando, mas ainda pouco naquela altura, assim como não estivemos muitas vezes juntos nesse mesmo ano.

Em 2016 já começava a sentir algo de especial por ela, assim como fazia “forcings” para poder estar com ela nas poucas oportunidades que íamos tendo.

Por exemplo, no dia do cortejo académico do Porto, em que ela foi finalista pela ESE, fui sozinho ter com ela e passar aquele momento com ela.

Dos nossos amigos em comum, uns não podiam, outros não queriam ir, pelo que, mesmo estando ocupado com assuntos importantes, arranjei uma maneira de ir ter com ela.

 

Quando comecei a sair mais vezes com ela

Depois disto, nas férias de Verão (a partir de Julho do mesmo ano), começamos a sair mais vezes com outros amigos nossos.

A partir desse momento, eu e ela começamos a falar mais, a trocar sorrisos e até uns mimos, assim como a confiança entre nós aumentou.

Tínhamos opiniões parecidas, como por exemplo o facto de não querermos nas nossas vidas uma pessoa azeiteira e que não segue o caminho certo do amor.

A partir de uma certa altura, apaixonei-me por ela. Não disse logo o que sentia por ela, deixei passar umas semanas. Mas quando lhe demonstrei o que sentia por ela, ela não se sentia ainda apaixonada por mim.

Dias depois, em Agosto num Domingo à tarde, saímos só os dois e foi nesse momento que ela aceitou namorar comigo.

Disse-me que era inexperiente, uma vez que nunca teve um namorado na vida, alguém que realmente gostasse dela, mas claro que para mim não era nenhum problema. Seria ridículo considerar isso como um obstáculo.

Uma semana depois, ela quis parar com a relação e continuar apenas como minha amiga, uma vez que se sentia estranha e nada preparada para namorar.

Eu compreendi, aceitei e continuamos a sair juntos como amigos. Não escondo o desânimo que senti, mas era visível na cara dela que algo não estava bem.

Até Outubro do mesmo ano, fomos saindo juntos várias vezes, ainda como amigos, e desde esse mês que ela já se sentia diferente e pronta para namorar de vez.

Desde esse dia que voltamos a namorar e de vez.

 

 

A relação com ela

Tivemos uma relação minimamente estável em todos os sentidos, embora um bocado estranha por ela ser estranha.

Ela não se sentia bem á vontade para namorar em sítios públicos. Também não se sentia á vontade para me dar a mão. Tinha uma forma estranha de demonstrar o que sentia por mim.

Mas para mim, cada um tem a sua forma de demonstrar os seus sentimentos. Uns são mais expressivos, outros mais tímidos, outros mais estranhos. Desde que o sentimento exista, é o que interessa.

Eu, para a ajudar a adaptar-se, desci à estranheza dela e com algum sofrimento, mostrando que realmente gostava dela e tentando fazê-la sentir-se bem e feliz.

 

Os problemas durante a relação

Desde uma certa altura, ela começou a tornar-se um bocado agressiva e fria, prejudicando um pouco a nossa relação.

Ela andava a passar por alguns problemas na vida. Esteve temporariamente em consultas de psicologia e psiquiatria, uma vez que necessitou de ajuda profissional.

Mas mesmo assim, aguentei estes momentos menos bons por gostar dela, sofrendo também um bocado. (e que erro que cometi, uma vez que não sabia que isto ia acabar na traição da minha ex namorada).

Quando ela deixou as consultas médicas, continuou com os mesmos comportamentos comigo. A partir de uma certa altura, comecei a deixar de gostar tanto dela.

Qualquer assunto que discutíssemos, ela achava-se sempre como a dona da razão, mesmo tendo eu razão.

Sim, é claro que é normal um casal ter discussões, mas discussões como eu e ela tínhamos… não, nada normal. E o pior ainda vem aí, por isso continuem a ler.

 

 

Momentos de paranóia dela e fim da relação

Em Junho de 2017, eu e a minha ex namorada discutimos forte e aí eu fiquei bastante chateado com ela. O motivo foi o facto de ela ter inventado que estive com outra rapariga.

Numa tarde em que não estive com nenhum amigo / amiga, ela inventou que fui lanchar com uma mulher. Segundo a minha ex namorada, tínhamos essa mulher como amiga em comum no Facebook. O mais estranho é que ela nunca me disse quem realmente era ela.

Nesse dia apenas tinha ido ao ginásio sozinho. Ela insistiu que estive com uma mulher com o nome de Ana.

E a prova disso? Porque ela simplesmente a viu numa paragem de autocarro perto da minha zona de residência. Com isso, associou logo que, no meio de tanta gente que ali vive, foi sair comigo.

Fui ver as Anas que tínhamos em comum no Facebook e não conhecia nenhuma pessoalmente.

A verdade é que falei com uma Ana (que não conheço pessoalmente) através de comentários do Facebook. Essa Ana era colega da minha ex namorada na escola secundária de São Pedro da Cova.Falei com ela por causa de uma vaga num trabalho na CeX. Se é essa Ana a que se refere, ainda estou para descobrir, pois nunca me disse quem realmente era.

E foi neste dia que eu e ela terminamos as coisas.

Paranóias dela facebook messenger 3-1

Paranóias dela facebook messenger 4-1

Paranóias dela facebook messenger 5-1

Paranóias dela facebook messenger 6-1

Paranóias dela facebook messenger 7-1

 

Duas semanas depois, a minha ex namorada voltou a atirar-me á cara uma mentira.

Desta vez, disse que me cruzei com ela de carro na minha zona. Foi um dia em que eu nem sequer saí de casa. Mas aí nem lhe dei muita letra.

Lá pensou que ia buscar alguma rapariga a casa ou algo do género, tal como quando eu ia a São Pedro da Cova para a ir buscar e levá-la a casa.

Provavelmente ela viu um carro igual ao meu a passar por ela e associou logo que era eu quem estava lá dentro. Mais uma paranóia dela.

 

 

Paranóias dela facebook messenger 2-1

 

O reatar da relação

Meses depois, assim do nada, ela enviou-me mensagem como se nada tivesse passado.

Na altura continuava chateado com ela, mas, depois de um pedido de desculpas, fizemos as pazes. Apesar disso, não reatamos a relação naquele momento.

Fomos saindo como amigos e notei que ela estava diferente. Andava mais alegre, mais sorridente e mais querida comigo.

Isso para mim foi surpresa, pois ela não era assim tão “fofa” comigo na maioria dos nossos momentos durante a relação.

Semanas depois, ela quis voltar a namorar comigo, mostrando arrependimento sobre a forma como me tratou.

Na altura senti-me incerto quanto á proposta dela, mas, como era notável as diferenças positivas nela, dei-lhe outra oportunidade e voltamos a namorar.

Mas infelizmente durou muito pouco tempo. Chegamos á parte da traição da minha ex namorada.

 

 

Traição da namorada – o momento

Cerca de duas semanas depois de eu e a minha ex namorada termos reatado a nossa relação, eis que chega o momento em que descobri que ela me traiu com outro. Assim do nada, ela mete no Facebook que está numa relação com outro rapaz.

Fiquei logo… vocês devem saber como me senti naquele momento. Enviei logo mensagem a perguntar-lhe em que consistia aquilo e o porquê de me ter traído assim desta forma.A resposta dela? Pensava que não namorávamos (WTF?).

Traição da namorada motivo facebook messenger 1-1

 

Ou seja, depois de termos saído e de reatarmos as coisas, ainda para mais tendo sido ela a querer voltar a namorar comigo, vem com esta lata, dizendo ainda que não sabe o que é amar.

A minha vontade era de lhe partir os dentes todos depois disto. Não teve sequer a coragem de me dizer na cara que já não queria namorar comigo. Tive que ser eu a descobrir tudo. Mas não, não foi só pelo Facebook. Foi pelo Instagram.

E pior ainda, no Instagram do rapaz, está lá uma foto com eles os dois numa cama, dias antes de eu descobrir que ela me traiu.

O rapaz usa o nick de Guita Pimpolho, é um “cantor” que já participou nos Ídolos e que já apareceu na página do Azeitugal.

A foto ainda lá está como pública. Qualquer pessoa consegue ver, não é preciso segui-lo no Instagram.

Cliquem no link abaixo e vejam a tal foto dos dois na cama, sendo que ela estava com soutien vermelho:

Clicar aqui para aceder ao Instagram do Guita Pimpolho

 

 

Antes de descobrir a traição da namorada

Ela andava á procura de trabalho, e num certo dia, ela disse-me que esteve lá um colega de faculdade para lhe ajudar nisso, prometendo trabalho.

Até aí tudo bem, mas o que aconteceu para além disso deixou-me completamente stressado. E este pode ter sido um dos maiores erros que cometi, uma vez que a perdoei pelo que fez.

Ela enrolou-se com ele, trocando uns beijos. Mas a forma como ela me disse isso deixou-me ainda mais stressado, pois disse aquilo como se fosse algo perfeitamente normal.

Respondeu-me com: “O que é que eu fiz? Estou a zelar pelo bem de toda a gente. Ele veio cá só falar. Demos uns beijos apenas”.

É normal uma mulher trocar beijos com outro tipo quando tem namorado? Ou seja, o preço para que ele lhe arranjasse trabalho foi a troca de beijos.

Eu ainda nem sei como é que a perdoei depois do que me fez… não sei mesmo. O facto de ser muito boa pessoa traz por vezes dissabores terríveis.

Antes de descobrir a traição SMS 11-1

Antes de descobrir a traição SMS 12-1

Antes de descobrir a traição SMS 13-1

Antes de descobrir a traição SMS 14-1

Antes de descobrir a traição SMS 15-1

 

 

Quando ela traiu o rapaz com outro

Depois da minha ex namorada ter cometido a traição e começado a namorar com o outro, a relação deles nem 2 meses durou.

Eles tinham ido viver juntos (tão cedo ainda por cima), mas depois separaram-se.

Isto porque a minha ex namorada, na altura a trabalhar, queria que ele lhe pagasse um exame de 75 euros, na qual ele recusou. Depois disso, separaram-se.

Mas ainda há mais! Ele descobriu que a minha ex namorada andou a traí-lo com outros tipos, entre eles um agente da GNR, um engenheiro e um metaleiro.

O tal Guita Pimpolho veio falar comigo assim do nada pelo Linkedin e perguntou-me coisas sobre a minha ex namorada.

Foi aí que ele contou-me o que ela andava a fazer. A mim nada me surpreendeu.

conversa com Guita Pimpolho Linkedin 31-1

conversa com Guita Pimpolho Linkedin 32-1

conversa com Guita Pimpolho Linkedin 33-1

conversa com Guita Pimpolho Linkedin 34-1

conversa com Guita Pimpolho Linkedin 35-1

 

 

Conclusão

Conclusão? Ela não sabe amar e só anda atrás de outros tipos por causa do dinheiro, daí a traição da minha ex namorada fazer “sentido”.

No fundo ela não passa de uma pêga vendida de primeira, que vai atrás do dinheiro como um lobo esfomeado.

Gostava era de saber se ela sempre foi assim ou se transformou-se num tipo de pessoa que não devia de ser.

A minha opinião é que se transformou. Não me acredito que, desde que a conheci, que ela tinha este lado negro bem escondido. Não acredito mesmo.

Para quem me disse que não gostava nada de homens mulherengos, badboys e azeiteiros, desceu muito baixo ao cometer a traição.

Uma mulher assim não é igual a esse tipo de homens… é pior do que eles.

É pior porque, para além de dizer que não gosta deles, abandona o caminho certo para seguir o errado.

Tenham muito cuidado com a mulher com quem vocês namoram! Antes de namorar, façam todos os testes e vejam se essa mulher não vos vai magoar fortemente. Façam isto para evitarem a traição de uma namorada ou namorado.

 

 

Eu, depois disto tudo

Alguns dos meus amigos perguntaram-me como é que eu tive tanta paciência e bondade em aguentar e perdoar o que a minha ex namorada me fez antes da traição.

A minha resposta? Confiança e amor por ela.

Apesar deste assunto já estar enterrado, sinto ainda um tremendo ódio por ela. Levar com uma traição de uma namorada ou namorado não faz bem a ninguém, né?

Dizem que o karma há de tratar dela, e espero que isso aconteça.

Agora é seguir a minha vida, se bem que ainda sinto alguma desconfiança quando estou com uma mulher. Mas é normal, pois não quero que a minha próxima namorada cometa também uma traição, daí o meu receio.

A não ser que a próxima mulher me mostre que merece mesmo o meu lado bom, doce e gentil de amar, claro.

Comentários

comments